Tratamentos/ Dermatologia Clínica

Câncer de Pele

O câncer de pele do tipo escamoso, ou espinocelular, é o segundo tipo de câncer mais frequente no Brasil. Junto com o carcinoma basocelular de pele (o mais frequente), totalizam 25% de todos os tumores malignos no país. Este câncer costuma se desenvolver na pele que absorveu o sol durante anos. A face, as orelhas, os lábios e o dorso das mãos são lugares comuns para o carcinoma espinocelular se formar. Os sinais incluem:

  • Uma ferida ou nódulo na pele que pode ser áspera.
  • À medida cresce, pode tornar-se duro ou em forma de cúpula e pode sangrar.
  • Uma ferida que não cicatriza, ou cura e retorna.
  • Uma mancha achatada, avermelhada e escamosa que cresce lentamente.

O carcinoma espinocelular pode ter início em uma lesão pré-cancerosa chamada ceratose actínica. Em adultos de 40 anos ou mais, acredita-se que cerca de 40-60% dos casos de carcinoma espinocelular surjam de uma ceratose actínica. Os sinais e sintomas de uma ceratose actínica incluem:

  • Mancha pequena, rosada, áspera, seca ou escamosa na pele.
  • Coceira ou ardência em uma parte da pele.
  • Lábios constantemente secos e com uma cor esbranquiçada ou sensação escamosa.
×